Por que a Amazon faz você clicar em um botão para resgatar cupons

Economizar dinheiro pode exigir um pouco mais de esforço: recortar cupons, procurar um código promocional, inscrever-se em uma lista de e-mail.

Mas a Amazon às vezes nos faz marcar uma caixa para salvar. Essas tarjas laranja de “cupom” abaixo do preço na loja online da Amazon te fazem coçar a cabeça.

Por que a Amazon nos faz passar pela etapa extra de clicar em uma tarja para “economizar R$ 10,00 ao aplicar este cupom?” Por que o cupom não é aplicado automaticamente?

A resposta está na maneira sutil, mas altamente eficaz, de como a Amazon e outras lojas usam a psicologia das compras para influenciar nossas decisões de escolha.

Abandono de carrinho

Ao nos fazer clicar em uma botão, a Amazon espera evitar o problema do “abandonar no carrinho” – quando os compradores adicionam algo ao carrinho de compras virtual, mas não acabam comprando.

Esse é um grande desafio para os varejistas online. Eles perdem bilhões de dólares em vendas potenciais anualmente porque os compradores pensam duas vezes antes de comprar um produto.

Cerca de 70% dos carrinhos de compras online contendo pelo menos um item acabam sendo abandonados, segundo o Baymard Institute, uma consultoria de comércio eletrônico com sede em Copenhague.

A principal razão pela qual os clientes vão embora: eles dizem que estavam apenas navegando e não estavam prontos para fazer uma compra, de acordo com a empresa.

Assim, as empresas procuram táticas de persuasão para que os compradores sigam e cliquem no botão “comprar”.

Colocando “esforço” nas compras online

A tática da Amazon de exibir uma opção de cupom, em vez de apenas mostrar automaticamente um preço com desconto, dá aos compradores um incentivo extra para fazer a compra imediatamente, dizem especialistas em marketing.

Os clientes também querem ser recompensados pelo esforço que fazem para comprar. Pode não parecer muito clicar em um botão – mas faz a diferença.

A aba de cupons da Amazon coloca os clientes em um papel mais ativo e engajado na obtenção de uma recompensa, tornando-a mais visceral para eles, disse Tamara Masters, professora assistente de marketing da David Eccles School of Business da Universidade de Utah, que estuda psicologia das compras.

Ao ver e clicar conscientemente no botão do cupom, em vez de apenas ter o cupom aplicado automaticamente, a “recompensa pode ser sentida de forma mais aguda”, disse Masters. ” Você começa a aplicá-lo e ver os efeitos felizes.”

Isso é um benefício para a Amazon a longo prazo. Quando um consumidor se sente recompensado depois de se esforçar na compra, “eles estão mais dispostos a comprar e mais dispostos a pagar mais” de uma empresa no futuro, disse ela.

Páginas de cupom

A Amazon disse em comunicado que seus cupons eram fáceis de cortar. E botão de cupom é apenas uma das maneiras pelas quais a Amazon segmenta os compradores que procuram pechinchas.

A Amazon também possui uma página independente em seu site para cupons de marcas selecionadas. Se os compradores acessam a página, eles podem recortar os cupons virtualmente e não precisam dar o passo extra de marcar uma botão.

A abordagem da Amazon é projetada para atingir os compradores que irão adquirir exclusivamente com base em quais marcas estão oferecendo cupons, que são diferentes de produtos à venda, promoções de preços ou descontos.

Ter uma página dedicada para cupons também ajuda a garantir que os caçadores de cupons permaneçam no site da Amazon e os impeçam de usar sites de cupons populares como o Groupon – que podem ser resgatados em qualquer varejista.

“Em vez de deixar os sites de cupons receberem o dinheiro, a Amazon está capturando isso para si”, disse Masters.

Oferecer cupons também é uma estratégia eficaz para vendedores terceirizados na Amazon, de acordo com Jason Boyce, fundador da Avenue7Media, uma consultoria para vendedores.

Os cupons têm sido uma tática mais bem-sucedida em comparação a oferecer um desconto direto para fazer com que os compradores concluam suas compras, disse ele. Eles também ajudam os vendedores a subir nos rankings de busca da Amazon, disse ele.

“Os preços de venda não têm os mesmos resultados que os cupons.”

Fonte: CNN BRASIL